Artigos Dicionário Aprenda Ler

Filler em Anime - o que é

15 de fevereiro de 2016
Você não odeia aqueles fillers que ficam passando anime, estragando com tudo? Não? Então você é uma daquelas pessoas estranhas que realmente gostam de filler, ou será que você nem sabe o que quer dizer a palavra filler nos animes?

Os fillers são aqueles episódios ou arcos (uma história de múltiplos episódios) em um anime que não seguem a história original de onde o anime foi adaptado, ou seja, são episódios cujo conteúdo só existe no anime, e não na história que o anime deveria adaptar.

Isso acontece somente em animes criados a partir de mangás, light novels, ou outras fontes que ainda não foram terminadas, especialmente quando esses animes duram mais que duas temporadas, têm mais que 25 episódios.

O que ocorre é que na verdade o conteúdo da fonte acabou e com isso simplesmente não tem como fazer mais anime adaptado da história. Imagine que um mangá tem 1000 capítulos, e depois de 100 episódios de anime eles foram todos adaptados. Não tem mais o que animar! Como que faz agora?

O jeito é esperar uns meses por mais capítulos do mangá para animar, mas nesse meio tempo o anime tem que continuar indo ao ar na programação da TV. Se o anime parar, a produtora de anime vai começar perder dinheiro. Ninguém vai comprar mochilas do Naruto se Naruto não estiver passando na TV. A solução é inventar o conteúdo do anime, conteúdo original que não faz parte da fonte.

Esses episódios originais do anime, que não se originam do mangá ou light novel, são denominados fillers.

Tipos de Filler

Existem vários tipos de fillers. Alguns são bem animados, parecem até filmes, outros são engraçados, alguns são especiais de fim de ano ou de começo de ano, alguns são umas porcarias de uns flashbacks e recaps de episódios anteriores. Enfim, vale qualquer dentro do filler, mas no final o objetivo é o mesmo: enrolar os fans até que os capítulos do mangá saiam.

Além disso, é tanto filler que existem até nomes para alguns tipos de fillers: os semi-fillers e os fillers canon.

Semi-filler

Semi-fillers são fillers que tem alguma coisa haver com a história do mangá, ou seja, eles tem uma história, não é apenas um flashback, por exemplo, e essa história faz algum sentido para o anime.

Por exemplo, vamos supor que o anime é sobre ninjas e suas batalhas. Sabemos que os ninjas lutam muitas batalhas, mas nem toda batalha foi desenhada no mangá. Apenas as batalhas importantes.

Então se o anime inventar uma nova batalha para os ninjas batalharem, contanto que ninguém morra, case ou tenha filhos durante esses episódios filler, ou qualquer coisa que afetaria a história do mangá, ninguém acharia isso estranho.

Filler canon

Um filler canon é um episódio filler que cuja história é tecnicamente canon. Isto é, embora a maioria dos fillers sejam inventados inteiramente pela produção de anime, fillers canon tem sua história escrita pelo autor do mangá ou da história original, e, com isso, é certeza que futuramente nada que ocorreu no filler irá contradizer o que ocorrer no mangá.

A história de um filler canon não existe no mangá. É como se autor escrevesse um roteiro sobre o que deve acontecer, mas não desenhasse os capítulos desse roteiro, e então enviasse ele para a produção do anime. Com isso é possível produzir episódios fillers com uma história canon.

Evitando fillers

O mundo moderno dos animes não tem tanto filler. Hoje em dia, animes são adaptados de mangás, LNs e VNs em uma ou duas temporadas, 12 ou 25 episódios. O anime vai do começo de um trecho da história até a conclusão daquele trecho. Ou seja, em vez de faltar mangá, falta anime. A ideia por trás disso é evitar os fillers e fazer com que os fans da série comprem e leem o mangá para saber o resto da história.

Em alguns casos animes ganham uma segunda ou terceira temporada, uma continuação. O que é o caso de Hajime no Ippo e Zero no Tsukkaima, Dessa forma a espera por conteúdo vira na verdade a esperada pela segunda temporada, e não são criados fillers para o anime.

Em outros casos, como em Full Metal Alchemist, o anime alcançou o mangá mas decidiu não gastar mais tempo com filler. Em vez disso o fizeram um final original para o anime. Depois que o mangá terminou, Full Metal Alchemist: Brotherhood foi animado com o final original do mangá.

Alguns animes tem uma situação mais triste, como é o caso de Hiato x Hiato Hunter x Hunter. A primeira temporada foi lançada em 1999 com 62 episódios. Depois foi lançado uma continuação em OVA de 8 episódios. E depois Greed Island com outros 8 episódios. E depois Greed Island Final com mais 14 episódios. Seis anos depois, em 2011, o estúdio Mad House refez o anime inteiro, OVAs e mais um pouco, em 148 episódios, mas mesmo assim não chegou no final do mangá que até hoje não terminou.

Animes com Mais Fillers

Os únicos animes que realmente têm fillers são aqueles que são longos e populares de mais e tem um espaço reservado na TV, e você pode achar que fillers não são grande coisa, mas dê uma olhada nesses números:
  • Bleach
    366 episódios.
    165 fillers, 45% filler.
  • Naruto: Shippuden
    452 episódios.
    197 fillers, 44% filler.
  • Naruto
    220 episódios.
    93 fillers, 43% filler.
  • Fairy Tail
    273 episódios
    62 fillers, 23% filler.
  • One Piece
    729 episódios
    97 fillers, 13%.filler.
(fonte: Anime Filler List em 15 de fevereiro, 2016)

O menor fillerento desses, Fairy Tail, com 62 episódios filler tem episódios filler o bastante pra dar 4 animes de 12 episódios. As duas temporadas de Code Geass não dão 62 episódios, e nem Death Note dá 62 episódios.

No caso mais extremo, Bleach, metade do anime não vem do mangá. De onde que vem esses episódios então? Inventaram para gastar tempo de quem assiste.

Filler em Inglês

Finalmente, a palavra filler em si vem do Inglês, é um substantivo que vem do verbo to fill que quer dizer "preencher." Um episódio filler é literalmente um "episódio que preenche" um espaço, no caso, um espaço de tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu komento コメント no posuto ポスト desse burogu ブログ