Artigos Aprenda Ler

Verbos no Presente, Passado e Futuro

5 de junho de 2016
Dessa vez resolvi dar uma aulinha explicando mais a fundo sobre como usar verbos em Japonês, e sobre as formas mais básicas de se conjugar os verbos: o presente, passado e futuro, ou genzai-kei 現在形, kako-kei 過去形 e mirai-kei 未来形. (o kei 刑 nessas palavras significando "forma" de conjugar)

Aulas:
  1. Atual: Presente, Passado e Futuro
  2. Próxima: Forma Negativa

Índice:

Primeiro, para quem não sabe nada sobre os verbos Japoneses, fique sabendo que eles todos terminam em -u em Japonês. No Português os verbos sempre terminam em -r. Veja:
  • ka[u] 買う
    Compra[r]
  • niger[u] 逃げる
    Fugi[r]
  • tob[u] 飛ぶ
    Pula[r]
  • sur[u] する
    Faze[r]

Enfim, o importante é que eles sempre terminam em -u, e também como que é última sílaba deles. Verbos em Japonês não simplesmente terminam em -u, pode ser em -su, -ru, -mu, -ku, -nu, e etc.

Reconhecer essa última sílaba é essencial, já que todas as conjugações de verbos são baseadas na última sílaba de sua forma padrão. No caso, usando as palavras anteriores:

  • ka[u]
    Termina na silába -u, já que não é precedida por uma consoante.
  • nige[ru]
    Termina em -ru.
  • to[bu]
    Termina em -bu.

O principal disso é que dois verbos com a última sílaba igual são conjugados de mesma maneira. Por exemplo, to[bu] 飛ぶ e aso[bu] 遊ぶ, "pular" e "brincar", viram to[nda] 飛んだ e aso[nda] 遊んだ no passado. O final -bu vira -nda nessa conjugação!

A parte que muda de conjugação para conjugação é sempre da última sílaba em diante, e essa parte é sempre escrita em hiragana ひらがな, nunca em kanji 漢字.

Você sabendo que todos os verbos terminam em -u, e sempre em hiragana, dá para você saber quais são verbos e quais não são. Por exemplo, então se você ver uma palavra começada em kanji e terminada em hiragana, como kaku 書く, "escrever", dá para entender que é um verbo.

Por outro lado, se a última sílaba for a leitura de um kanji, como kaku 角, "ângulo", ou monku 文句, "reclamação", então já dá para saber palavra não é um verbo. Mas sim um substantivo ou adjetivo, ou outra coisa talvez, mas nunca um verbo.

Exceto no caso de verbos -suru. Sim, tinha que complicar.

Sobre Verbos Suru

A palavra "reclamação", monku 文句, é um substantivo que pode virar o verbo "reclamar". Nesse caso, ele não é um verbo terminam em -ku. Pense, se ka[ku] 書く virá ka[ita] 書いた no passado, então mon[ku] もんくviraria mon'ita もんいた. Mas isso está errado!

O monku sozinho é um substantivo. Para ele virar um verbo é necessário tacar um suru na frente, que é o verbo "fazer" em Japonês. Então seria como dizer "fazer monku", monku suru.

Desse verbo monku suru é possível conjugar o suru apenas, veja que ele termina em -ru. Então seria só seguir as regras de outro verbo terminado em -ru... exceto que não.

O verbo suru é um verbo irregular. Só ele e o verbo kuru 来る, "vir", são verbos irregulares no Japonês. Onde um verbo terminado em -ru normal, como ki[ru] 切る, "cortar", viraria ki[tta] 切った, o verbo suru vira shita, e o verbo kuru 来るviraria kita 来た.

Então monku suru, "reclamar", no passado seria monku shita, "reclamou".

É parecido com kiru e kita? Sim, porém perceba que eu mudei o su no começo para shi. Regularmente isso não se faz! Á regra é que só a última sílaba é conjugada, só a última que muda, então, por isso, o suru é um verbo irregular.

Presente e Futuro - genzai-kei 現在形 

Eu falei no começo sobre o mirai-kei 未来形 que seria a conjugação do verbo no futuro, mas no Japonês isso não existe. Existe apenas a forma no "presente", a genzai-kei, que também é usada como a conjugação no futuro. Ou seja, é uma conjugação Japonesa só para duas no Português!

Além disso há um outro kei 形 interessante, o jisho-kei 辞書形, ou "forma de dicionário", que também é a mesma coisa que o genzai-kei. O jisho-kei é literalmente a forma em que o verbo é encontrada num "dicionário", num jisho 辞書, que seria a forma no presente.

Não há muito o que falar sobre a conjugação, já que a mesma do dicionário. Veja:
  • suru する (verbo suru)
    Fazer.
  • kuru 来る (verbo kuru)
    Vir.
  • kau 買う (-u)
    Comprar.
  • kaku 書く (-ku)
    Escrever.
  • oyogu 泳ぐ (-gu)
    Nadar.
  • hanasu 話す (-su)
    Conversar.
  • motsu 持つ (-tsu)
    Segurar.
  • shinu 死ぬ (-nu)
    Morrer.
  • yomu 読む (-mu)
    Ler.
  • tobu 飛ぶ (-bu)
    Pular.
  • kiru 切る (-ru ichidan)
    Cortar.
  • kiru 着る (-ru godan)
    Vestir.

Verbos Ichidan 一段 e Godan 五段

Você deve ter percebido acima que kiru aparece em ambos 着る e 切る em Japonês, e mais importantemente, kiru aparece duas vezes. Acontece que verbos terminados em -ru podem ser ichidan 一段 ou godan 五段, e o jeito que que esses dois verbos são conjugados é diferente em certas formas.

(o kiru 着る é um verbo ichidan, e kiru 切る é um verbo godan)

Passado - kako-kei 過去形

A conjugação dos verbos no passado seria a seguinte:
  • shita した (verbo suru)
    Fiz.
  • kita 来た (verbo kuru)
    Vim.
  • katta 買った (-u)
    Comprei.
  • kaita 書いた (-ku)
    Escrevi.
  • oyoida 泳いだ (-gu)
    Nadei.
  • hanashita 話した (-su)
    Conversei.
  • motta 持った (-tsu)
    Segurei.
  • shinda 死んだ (-nu)
    Morri.
  • yonda 読んだ (-mu)
    Li.
  • tonda 飛んだ (-bu)
    Pulei.
  • kitta 切った (-ru ichidan)
    Cortei.
  • kita 着た (-ru godan)
    Vesti.

Perceba que o kiru 切る ichidan virou kitta 切った, enquanto o kiru  godan virou kita 着た. Se esse pronuncia kitta com um táh mais forte que kita.

Para quem quer levar para casa, salvar no celular ou, sei lá, imprimir e sair carregando no bolso por aí. Uma tabelinha de conjugações como imagem:


Tabela de conjugações de verbos Japoneses mostrando diferenças das formas no presente e no passado em hiragana e romaji.

Verbo e Objeto

Finalmente, uma aulinha de Japonês sobre como usar essas duas conjugações.

Primeiro, gramaticalmente falando, no Japonês verbos aparecem depois dos objetos, e os objetos aparecem depois do sujeito. Isso é muito importante, favor não esquecer. Além disso, objetos no Japonês precisam ser marcados com a partícula gramatical wo を.

Exceto objetos indiretos, que são marcados com a partícula ni に... ou a partícula he へ... enfim. Essa aula não é sobre partículas! Vamos ver alguns exemplos:
  • nihongo wo manabu 日本語を学ぶ
    Estudar (manabu) Japonês (nihongo)
  • nihon he tabi suru 日本へ旅する
    Viajar (tabi suru) ao Japão (nihon)
  • ishi wo nagetta 石を投げった
    Taquei (nagetta) a pedra (ishi)
  • seito-tachi to hanashita 生徒たちと話した
    Conversei (hanashita) com os estudantes (seito-tachi)
  • teki wo taoshita 敵を倒した
    Derrotei (taoshita) o inimigo (teki)
  • hito wo tasukeru 人を助ける
    Ajudar (tasukeru) pessoas (hito)
  • hito wo koroshita 人を殺した
    Matou (koroshita) uma pessoa (hito).

(nesses últimos exemplos, não existe plural no Japonês. então hito pode ser "pessoa" ou "pessoas")

Há também a partícula de で que muda o modo do verbo. É meio estranho de se entender a princípio, então melhor nem tentar! Um dia você vai entender como funciona, ou não.
  • umi de oyoida 海に泳いだ
    Nadei (oyoida) no mar (umi
  • nihon de tabi wo suru 日本で旅をする
    Fazer (suru) uma viagem (tabi) pelo Japão (nihon)

Verbo e Sujeito

Normalmente não é necessário dizer quem fez o que, pode se omitir o sujeito, já que dá para entender pelo contexto se você está falando que você fez algo, se ele fez algo, se eu fiz algo, se algo fez algo, enfim. No Japonês esse tipo de dependência no contexto é enorme.

Mas às vezes é necessário ser explicito e dizer quem exatamente fez o que. Ou seja, que é o sujeito da frase. No Japonês, se marca o sujeito com a partícula gramatical ga. Ela funciona do mesmo jeito que o wo, fica na frente de quem é o sujeito... marcando ele.
  • neko ga tonda! 猫が飛んだ!
    O gato (neko) pulou (tonda)!!
  • kare ga umi de oyoida 彼が海で泳いだ
    Ele (kare) nadou no mar.
  • ore no katana ga aitsu wo kitta 俺の刀があいつを切った
    A minha (ore no) espada (katana) cortou (kitta) ele (aitsu)
  • kare ga yuurei ni natta 彼が幽霊になった
    Ele (kare) se tornou (natta) um espírito (yuurei)
  • ano yo de aitsu ga ore wo matsu あの世で彼が俺を待つ
    Ele esperará (matsu) por mim naquele mundo (ano yo)

Enfim, deu pra entender.

Verbo e Só

Verbos no presente e no futuro, genzai-kei, não costumam aparecer sozinhos muito. É a mesma coisa que dizer "comprar", ou kau 買う, e só. Você pode ver isso escrito num botão em um site de compras pela internet, mas ninguém vai dizer só isso e calar a boca.

Para dizer que você vai fazer algo, é possível usar só genzai-kei, omitindo tudo na frase exceto o verbo, por exemplo:
  • korosu 殺す
    Vou matar [alguém]. Vou matar você. (no futuro)
  • miru 見る
    Vejo [algo].

Mas isso fica meio estranho de se falar quando você começa a conversa. Um exemplo mais normal seria como uma resposta:
  • koko kara wa nigenai darou? ここからは逃げないだろう?
    Não tem como você fugir (nigenai) daqui (koko kara), não é (darou)?
  • nigeru! 逃げる!
    Fugirei!
  • dou yatte shiranai ga, nigeru. どうやって知らないが、逃げる.
    Eu não sei (shiranai) como vou fazer (dou yatte), mas fugirei.

E agora usando o verbo nigeru 逃げる no passado. Veja que ele é um verbo -ru godan, já que no passado é nigeta e não nigetta:
  • dou yatte nigeta? どうやって逃げた?
    Como você fugiu?
  • nantonaku nigeta! なんとなく逃げた!
    Fugi de algum jeito!

Verbo e Verbo Auxiliar

No dia a dia, o genzai-kei é mais comum de ser usado em verbos auxiliares. Esses verbos auxiliares ficam na frente de outros verbos e... bem, auxiliam eles a dizer alguma coisa.

Os verbos que ficam atrás precisam ser conjugados para forma -te ou na forma -i, também chamada de ren'you-kei 連用形. Essas duas formas são fáceis de se perceber, já que mudam o fim do verbo para te ou nde, ou para uma silaba terminando em -i, respectivamente.Veja só:
  • tonde miru 飛んでみる
    Vou tentar pular
  • tobi kaesu 飛び返す
    Vou ficar pulando [repetidamente].
    (falando nisso kaeshi tobi かえしとび é pular corda)
  • tobi naosu 飛び直す
    Vou pular de novo, dessa vez do jeito certo.
  • kaite miru 書いてみる
    Vou tentar escrever [isso].
  • kaki kaesu 書き返す
    Vou ficar escrevendo [repetidamente].
  • kaki naosu 書き直す
    Vou corrigir isso que eu escrevi.

(tonde/tobi vem do verbo tobu, e kaite/kaki vem do verbo kaku)

Embora verbos auxiliares como -miru, "tentar fazer algo", -kaesu, "fazer algo repetidamente", e -naosu, "fazer algo mais uma vez, só que dessa vez melhor, o que significa que deu errado da última vez", possam ser usados tecnicamente com qualquer outro verbo, muitas combinações não fazem o menor sentido, e só usei os acima como exemplo.

Além disso, como pode ver, embora o significado seja semelhante de frase pra frase, ao tentar traduzir para o Português as traduções podem ficar muito diferentes uma das outras.

Para complicar mais ainda, miru 見る, kaesu 返すe naosu 直す são verbos que podem aparecer sozinhos também, seus significados sendo de "ver", "devolver" e "melhorar" respectivamente.

(no caso do kaesu, pode ser que seu significado quando é usado como verbo auxiliar venha de kurikaesu 繰り返す, "fazer repetidamente", e não do verbo kaesu sozinho)

Inclusive, a frase mittemiru 見ってみる existe! E é comum ainda por cima! Seu significado é de "vou tentar ver", ou "vou dar uma olhada".

Verbo Predicativo e Substantivo

Talvez o jeito mais comum e útil de se usar as conjugações desse post é na forma "predicativa", ou shuushi-kei 終止形, que é quando você bota o verbo antes de um substantivo, tornando o verbo em um adjetivo.

No Português esse tipo de conjugação não existe. Escrevemos, por exemplo, "árvore que está queimando" ou "a árvore queimando", em vez de "queimando árvore", já que o sentido dessa última frase é diferente da de um adjetivo, é o sentido de uma ação.

Isso só é possível no Japonês devido ao fato no idioma o objeto costuma ir antes do verbo. No Português o verbo vem antes do objeto para ações, então não teria como o verbo ir antes e se tornar predicativo do objeto também.

Exemplos:
  • moeru ki 燃える木
    Árvore (ki) que queima (moeru)
  • oyogu inu 泳ぐ犬
    Cachorro (inu) que nada (oyogu)
  • nigeta han'nin 逃げた犯人
    O bandido (han'nin) que fugiu (nigeta)
  • kuni wo sukutta eiyuu 国を救った英雄
    O herói (eiyuu) que salvou (sukutta) o país (kuni)

Nesse último caso, temos um predicativo que tem um objeto dentro dele! Mas como que você sabe que esse wo está marcando o objeto dentro do predicativo e não dentro da frase? Como saber se o herói salvou o país ou está fazendo alguma coisa com o país?

É fácil. Nessa situação usaríamos a partícula ga para distinguir. Veja:
  • kuni wo sukutta eiyuu GA kuni wo uragitta!!! 国を救った英雄が国を裏切った!!!
    O herói que salvou o país (sujeito marcado por ga)
    traiu (ação, uragitta) o país (objeto)!!!

(salvou pela primeira vez pra que então??)

Essa forma predicativa é bem comum em nomes de animes, e como esse blog tem haver com animes, não poderia faltar esses exemplos:
  • hataraku maou-sama! はたらく魔王さま
    O rei dos demônios (maou) que trabalha (hataraku)!
  • toki wo kakeru shoujo 時をかける少女
    A menina (shoujo) que pula (kakeru) pelo tempo (toki)
    (ou "a menina que aposta o tempo?")
  • kami nomi zo shiru sekai 神のみぞ知るセカイ
    O mundo (sekai) que só um deus (kami nomi) conhece (shiru)
  • Howl no ugoku shiro ハウルの動く城
    O castelo (shiro) que se move (ugoku) de Howl
    (Howl é um personagem no anime)

...

É... realmente não se deve traduzir literalmente nomes de animes...

...é melhor entender os nomes em Japonês e deixar quieto...

Próxima aula: Verbos na Forma Negativa

2 comentários:

  1. sugoi desu ne,sukoshi musukashi no desu ga.benkyou ni gambarimaso

    ResponderExcluir

Deixe seu komento コメント no posuto ポスト desse burogu ブログ